Projeto quer placas de informações em todas as paradas

Projeto quer placas de informações em todas as paradas

out 29, 2014

Para qualificar o transporte público e fazer de Porto Alegre uma Cidade mais Humana, o Coletivo Marcelo Sgarbossa e o vereador Mauro Pinheiro (PT) apresentaram projeto de Lei que estende para toda a cidade a obrigatoriedade da fixação (nas paradas, estações e terminais) de placas com informações, tais como os nomes, números, itinerários e horários das linhas urbanas. A intenção é que a exposição seja feita de maneira a permitir uma fácil visualização e leitura, inclusive no Sistema Braile, voltado a cegos e pessoas com deficiência visual.

“Para quem depende de transporte público em Porto Alegre é comum precisar (e não encontrar) informações sobre as linhas de ônibus e lotações. Assim, só resta contar com a solidariedade alheia para saber detalhes a respeito do itinerário e horários, por exemplo”, ressalta o vereador Marcelo Sgarbossa. “Toda essa situação torna-se ainda mais complicada, notadamente, para as pessoas cegas.”

Conforme o projeto, que começou a ser debatido na Câmara em 26 de agosto de 2013, a distribuição e a fixação das placas informativas ficarão a cargo da Empresa Pública de Transporte e Circulação (EPTC). As placas deverão ser afixadas em locais de fácil visualização e as informações devem ser repassadas pelas empresas concessionárias de transporte público. As despesas serão custeadas via publicidade privada, a ser explorada nas próprias paradas, como estabelece a Lei 7.663, de 15 de setembro de 1995.

Já a Lei 10.393, de 2008, determina que os pontos de ônibus do Centro e dos pontos turísticos exibam painéis com mapas indicativos. Como essa legislação é restrita, é necessário que ela seja revogada para que a divulgação das informações possa ser ampliada para toda a Capital, como determina à lei do Sistema de Transporte e Circulação no Município.

 

EPTC promete instalar placas em pontos de ônibus

Em 2012, o Coletivo Shoot the Shit começou a colar adesivos em algumas paradas de ônibus para que os próprios usuários colocassem os nomes das linhas e indicassem o percurso dos ônibus que passam por elas. O projeto Que ônibus passa aqui? não contou com o apoio da Prefeitura.

Mais de dois anos depois da iniciativa voluntária do Shoot the Shit, a EPTC resolveu agir por conta própria e anunciou que, a partir desta quinta-feira (30/10), começaria a instalar placas com identificação de linhas nas paradas de ônibus de Porto Alegre. As primeiras estavam previstas de serem colocadas na avenida Cristóvão Colombo, próximo à Benjamin Constant.

Conforme a Rádio Gaúcha, o processo de instalação das placas será longo, já que há mais de 5,6 mil pontos. A prioridade da EPTC serão vias de grande fluxo, como Plínio Brasil Milano, 24 de Outubro e Erico Verissimo. Depois disso, a intenção é estender aos bairros.

 

Placas que EPTC quer instalar tem nome e número das linhas