Cultive uma horta em casa: veja algumas dicas

Cultive uma horta em casa: veja algumas dicas

jul 25, 2018

No Dia da Agricultora e do Agricultor (25/7), o Coletivo Cidade mais Humana e o vereador Marcelo Sgarbossa (PT) – pré-candidato a deputado estadual – trazem dicas importantes que podem ajudar você a produzir alimentos saborosos e saudáveis:

Cultivar uma horta em casa é sinônimo de saúde, ludicidade e economia. É um incentivo a mais para incluir vegetais na alimentação livres de agrotóxicos. Nesse dia do agricultor e da agricultora divulgamos esse conteúdo que orienta como fazer uma horta doméstica. Esse conteúdo também está impresso e sendo distribuído nas feiras Modelo e orgânicas de Porto Alegre.

Ter uma horta orgânica, além de ser uma atividade relaxante, representa qualidade de vida, tanto pelo envolvimento com a natureza quanto pela experiência de colocar a mão na terra para consumir o próprio alimento orgânico e fresco produzido em casa.

Espaços como sacadas, telhados, sobras de terreno, pequenas praças e terrenos baldios podem produzir alimentos e promover uma cidade mais humana. Além das hortas em casa é importante incentivar hortas comunitárias, utilizando espaços vagos para produzir alimentos, sejam hortaliças ou frutas e promover a convivência.

Plantar,  semear e ver crescer comida saudável onde antes havia vazio e lixo transforma a vida. Nossa sustentabilidade depende também de uma atitude de cada um de nós. As cidades podem ter muito mais frutíferas nas calçadas e espaços públicos.

“Plante e incentive o plantio de frutíferas na sua cidade. Mobilize sua comunidade e pressione o poder público a  incentivar proprietários de terrenos baldios e até mesmo disponibilizar  áreas para a produção alimentar comunitária. Sustentabilidade é tudo”, defende Marcelo Sgarbossa, que trabalha pela implementação de políticas públicas para hortas urbanas.

 

 

Como fazer uma horta

O que é necessário para uma planta vigorosa: água, luz natural e solo saudável.

Na hora de escolher sua horta, pense no espaço disponível, as espécies que deseja cultivar. Horta pode ser vertical (ideal para aproveitar espaços próximos a paredes), ou horizontal.

Se a horta não for implantada direto na terra, as embalagens devem estar furadas no fundo. Use vasos, floreiras, caixas de madeira, embalagens recicladas.

A variedade de verduras, vegetais, ervas e temperos possíveis de cultivar em casa é muito grande! Para chegar nas escolhas ideais, é preciso levar em conta o espaço disponível, suas preferências e os cuidados que cada espécie exige.

Aprender o básico sobre o cultivo das espécies antes de iniciar sua horta orgânica permite melhor compreender quais as necessidades específicas de cada espécie para seu bom desenvolvimento.

Essas dicas servem para horta em apartamento, em casa, sítios, praças ou qualquer espaço urbano ou rural.

 

 

O que plantar

Entre os alimentos de fácil cultivo em hortas domésticas, a maioria pertence ao nosso cardápio: alface, rúcula, couve, cebolinha, manjericão, salsa, hortelã, cenoura, alho e até mesmo frutas, como pitaya, maracujá, etc.

Iluminação

A luz do sol é indispensável para que a planta sobreviva. Escolha um local que receba luz direta do sol por algumas horas. Com sol durante todo o dia é possível ter uma horta completa, com ervas, hortaliças e leguminosas. Com poucas horas de luz é possível plantar algumas ervas e temperos em varandas, sacada ou janelas. A incidência de luz muda durante o ano e a horta precisa acompanhar a claridade. Cada planta possui uma necessidade específica de luz, o que deve ser considerado durante o planejamento de sua horta.

Irrigação

Regas diárias ou a cada dois dias são recomendadas, de preferência, no início da manhã ou fim da tarde quando não há incidência de sol, direcionando a água para a raiz.

Acertar a quantidade e a frequência das irrigações depende das espécies plantadas e do local da sua horta – hortas em vasos tendem a secar mais rápido que em canteiros, por exemplo. Irrigue com moderação sem escorrer água, o que lava os nutrientes. Água em excesso apodrece as raízes.

Preparo do solo

É preciso garantir um solo rico em nutrientes e matéria orgânica para que as plantas cresçam com saúde e resultem em hortaliças de qualidade. Pode-se comprar terra preparada em lojas especializadas ou produzir adubos orgânicos feitos com o próprio resíduo doméstico.

As hortaliças são exigentes em nutrição, Além do solo previamente preparado, depois que as plantinhas estiverem crescendo é necessário fazer adubações complementares com frequência. A cada colheita, importante que o solo seja adubado antes de receber o plantio de um novo vegetal.

Controle de pragas e doenças

Pode ser feito manualmente, retirando lagartas, pulgões, lesmas e outros, ou aplicar receitas caseiras como sabão neutro, detergente de louça e/ou extratos de pimenta ou alho, fórmulas caseiras muito fáceis. Não utilize produto industrial.

Colheita

O tempo para colher um vegetal varia muito de acordo com a espécie de planta e pode ser influenciado pela época do ano, qualidade do solo, nutrientes, irrigação, eventuais pragas ou doenças e demais cuidados no cultivo. Você pode ir colhendo antes do desenvolvimento máximo como o incentivo para que a planta cresça mais. Também libera espaço para o desenvolvimento das plantas vizinhas, além de maior rapidez de consumo.

 

Coletivo distribui folders com dicas em feiras da cidade

A equipe do Coletivo Cidade Mais Humana está visitando as Feiras Modelo e Orgânicas em diferentes bairros de Porto Alegre, fazendo a distribuição do folder que traz dicas sobre como fazer uma horta em casa. A iniciativa também busca estimular a compostagem doméstica, levando para esses espaços o minhocário utilizado no gabinete do vereador Sgarbossa há quase seis anos, demonstrando a facilidade de transformar em húmus os resíduos compostáveis. Se desejar, venha buscar um folder. E mãos na terra!

show
 
close