Central Metropolitana de Cooperativas da Agricultura Familiar convida Prefeitura de Porto Alegre para encontro sobre compras públicas

Central Metropolitana de Cooperativas da Agricultura Familiar convida Prefeitura de Porto Alegre para encontro sobre compras públicas

maio 9, 2018

A Central Metropolitana de Cooperativas da Agricultura Familiar entregou convite para que a Prefeitura de Porto Alegre participe e apoie o I Encontro de Compras Públicas + Agricultura Familiar, previsto para junho.

O vereador Marcelo Sgarbossa agendou a visita e acompanhou a atividade com o secretário de Educação, Adriano de Brito, na manhã desta terça-feira (08/05).  Sgarbossa lembrou que a intenção é garantir alimentação escolar de qualidade e modalidades de compra adequadas ao segmento.

A atividade prevê reunir servidores de 30 prefeituras da região para socializar experiências de compras municipais de alimentação escolar e melhorar as práticas para garantir qualidade na merenda e aprimoramento nos processos de aquisição.

“É muito importante que a prefeitura da capital esteja integrada a esta atividade por ter a maior rede escolar entre os municípios, consumir grande volume de produtos, promover ajustes nas formas de compra, garantindo qualidade na alimentação dos alunos”, registrou o coordenador da Central, Charles Lima, ao entregar o convite acompanhado do assessor da Emater, Marcelo Cotrim.

O secretário Adriano de Brito declarou a intenção de realizar a parceria nessa iniciativa e reconhece a importância de adequar as formas de compra. Ele adiantou que pretende convidar integrantes de outros órgãos municipais como a Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Procuradoria-Geral do Município e a Central de Licitações para a troca de informações.

Sgarbossa destacou na reunião que neste ano e meio de gestão do prefeito Marchezan é a quarta reunião com a Prefeitura buscando garantir uma forma mais adequada de compra dos agricultores familiares e o cumprimento da lei Orgânicos na Merenda, da sua autoria.

Atualmente o edital de compra da alimentação escolar de Porto Alegre,  previsto para 26 de abril,  foi impugnado por decisão judicial.  Sgarbossa ressalta que a Prefeitura também não tem cumprido o mínimo legal de 30% de compra da agricultura familiar e houve expressiva queda neste percentual, passando de 33,9% em 2015 para 20,4% em 2016, e para 18% em 2017. “Seguiremos dialogando e construindo com a administração municipal juntamente com os produtores para aprimorarmos as compras públicas”, finalizou o vereador.

 

show
 
close