Bicicleta fora da ciclovia, pode?

Bicicleta fora da ciclovia, pode?

maio 18, 2018

A Câmara Municipal de Porto Alegre rejeitou o Projeto de Lei 025/16, em votação realizada nesta quarta-feira (23/5). A proposta do vereador Marcelo Sgarbossa (PT), que autoriza ciclistas em treinamento ou em velocidade igual ou superior a 20km/h a pedalar fora das ciclovias e ciclofaixas, recebeu 15 votos contra e apenas 11 favoráveis (lista de votação no fim do texto).  “Mais uma vez, o Legislativo coloca Porto Alegre na contramão do incentivo ao esporte”, lamentou Sgarbossa.

O vereador ressalta que o Plano Diretor Cicloviário Integrado (PDCI) já permite que ciclista amador pode pedalar fora da ciclovia. “No entanto, amador é um termo vago e restrito a um grupo pequeno de atletas. O mais correto é definir ciclistas em treinamento ou acima dos 20km/h.”

Segundo Marcelo, que foi ciclista profissional e campeão brasileiro, a velocidade média em competição ou treinamento chega a 35km/h, podendo atingir 60km/h ou mais, o que é incompatível com a circulação num espaço designado para os mais diversos tipos de deslocamento, como para a ida ao trabalho e à escola ou para o lazer.

A proposta leva em consideração também o aumento no número de serviços de bike-entrega de documentos ou encomendas por meio de bicicletas. “Frente à urgência das encomendas, ciclistas valem-se de velocidades incompatíveis com as permitidas em ciclovias ou ciclofaixas.”

Sgarbossa destaca, ainda, que a proposta busca garantir mais segurança para quem pedala na ciclovia em baixa velocidade, e para pedestres, nas ciclovias compartilhadas. “Quem geralmente se desloca de bicicleta na cidade costuma desenvolver uma velocidade baixa. Enquanto que quem está treinando ou faz bike-entrega pedala num ritmo mais veloz. Então a ciclovia não pode ser um confinamento para quem está rápido”, afirma.

Vale ressaltar que o vereador Marcelo apresentou um PL para criar Áreas de Proteção ao Ciclismo de Competição (APCC). A proposta, que voltou a tramitar na Câmara no ano passado, já foi rejeitada em 2016. Mesmo assim, a EPTC chegou a criar um projeto-piloto para atletas em treinamento na Avenida Beira-Rio. Entretanto, desde que o prefeito Nelson Marchezan Júnior (PSDB) assumiu, a iniciativa foi interrompida, gerando mais insegurança para ciclistas em treinamento.

Lista de votação

NÃO: REGINALDO PUJOL (DEM); FELIPE CAMOZZATO (NOVO); ANDRÉ CARÚS (PMDB); COMANDANTE NÁDIA (PMDB); LOURDES SPRENGER (PMDB); CASSIÁ CARPES (PP); JOÃO CARLOS NEDEL (PP); MÔNICA LEAL (PP); RICARDO GOMES (PP); JOSÉ FREITAS (PRB); MOISÉS BARBOZA (PSDB); DR. GOULART (PTB); ELIZANDRO SABINO (PTB); PAULO BRUM (PTB); MAURO PINHEIRO (REDE).

SIM: MARCELO SGARBOSSA (PT); SOFIA CAVEDON (PT); ADELI SELL (PT); ALDACIR OLIBONI (PT); PAULINHO MOTORISTA (PSB); JOÃO BOSCO VAZ (PDT); MAURO ZACHER (PDT); MÁRCIO BINS ELY (PDT); FERNANDA MELCHIONNA (PSOL); PROF. ALEX FRAGA (PSOL); ROBERTO ROBAINA (PSOL).

Não votou: ALVONI MEDINA (PRB); TARCISO FLECHA NEGRA (PSD); CASSIO TROGILDO (PTB); CLÀUDIO JANTA (SD); DR. THIAGO (DEM); MENDES RIBEIRO (PMDB). Ausente: RODRIGO MARONI (PODE); PROFESSOR WAMBERT (PROS); AIRTO FERRONATO (PSB).

show
 
close