Coletivo propõe projeto-piloto para criar Zona 30

Coletivo propõe projeto-piloto para criar Zona 30

nov 26, 2014

Por uma Cidade mais Humana, o Coletivo Marcelo Sgarbossa (PT) apresentou proposta de Indicação, na Câmara, para que a Prefeitura de Porto Alegre analise e viabilize a implementação de um projeto-piloto de Zona 30. A ideia é que se crie um Grupo de Trabalho, com representantes da sociedade civil e do Poder Público, para instituir medidas e ações de limitação da velocidade dos veículos a 30 km/h em regiões de grande movimento de automóveis, motociclistas, pedestres e ciclistas na Capital.

“A redução da velocidade de circulação dos veículos motorizados desempenha um papel fundamental na forma de utilização do espaço público, em particular, na devolução de seus componentes social e ambiental. Para tal, é necessário contribuir para a mudança de comportamento dos condutores e para uma maior consciência do espaço público enquanto espaço de convivência”, justifica Marcelo.

O vereador lembra que a primeira cidade a implantar a Zona 30 foi Buxtehude, na Alemanha, em 1983. “A partir daí, muitas outras na Alemanha, França, Bélgica, Itália, Holanda, Áustria, Reino Unido, Dinamarca aderiram à medida. Londres, por exemplo, percebeu uma queda de 40% no número de acidentes. Na Bélgica, chegou a 72%”, afirma.

Sgarbossa também destaca que, em setembro de 2011, o Parlamento Europeu fez a recomendação para que todas as cidades façam adesão ao projeto. “Em 2012, uma iniciativa popular pede que a União Europeia institua Zonas 30, como lei, em todo seu território”. As informações são do Instituto Avante Brasil, que lançou a Campanha Zona 30 – Menos Velocidade, Mais Vida para disseminar uma perspectiva sustentável de preservação de vidas no trânsito, com respeito à coexistência e à convivência dos diversos meios de transporte e pedestres.

A iniciativa vem sendo testada também no Brasil. “Recentemente, Florianópolis (SC) implementou sua primeira Zona 30. A conhecida Lagoa da Conceição, um dos pontos mais famosos da capital catarinense, será o foco do projeto-piloto, que passa a valer a partir de 7 de dezembro de 2014. Desta data em diante, motoristas não poderão trafegar acima dos 30 km/h numa extensão de 1.686 metros de vias”, ressalta.

 

Florianópolis fará teste na Lagoa da Conceição (foto: divulgação/IPUF)

 

show
 
close