Educação em Direitos Humanos será tema de seminário

Educação em Direitos Humanos será tema de seminário

maio 2, 2013

Em reunião conjunta presidida pelo vereador Marcelo Sgarbossa (PT), as Comissões de Defesa do Consumidor e Direitos Humanos (Cedecondh) e de Educação, Cultura, Esportes e Juventude (Cece) da Câmara Municipal decidiram formar um grupo de trabalho para organizar um seminário municipal que deverá debater o tema Educação em Direitos Humanos. O parlamentar destacou a aproximação e a convergência entre participantes no encontro desta terça-feira (30/4). Segundo ele, a ideia é de que todos trabalhem em favor da consciência social e humanista dentro da comunidade escolar.

A coordenadora do Comitê Estadual de Educação em Direitos Humanos (CEEDH/RS), Beatriz Lang, destacou que a proposta de um seminário para discutir o tema tem como objetivo promover a formação e a capacitação de profissionais de diversas áreas. “A educação em Direitos Humanos não deve ser vista, na escola ou no serviço público, como tema de uma determinada área ou disciplina. Ela deve ser orientada pela transversalidade.”

Beatriz também defendeu que a prefeitura da Capital crie um comitê de Educação em Direitos Humanos em Porto Alegre que seja capaz de elaborar um plano municipal e promover políticas públicas sobre o tema. Enquanto ele não for criado, ela convidou representantes do Executivo municipal a participarem do CEEDH/RS. “Nossa luta é para que a educação em direitos humanos seja reconhecida como política pública. Os servidores de todas as secretarias e órgãos públicos devem receber capacitação para que trabalhem sob a ótica dos Direitos Humanos.”

Representantes do Conselho Municipal de Educação e das secretarias de Educação (Smed), Governança Local e de Direitos Humanos concordaram que o assunto deve estar presente em diferentes disciplinas do currículo escolar, trabalhando questões envolvendo temas de raça, gênero e meio ambiente.

No dia 16 de maio será realizada a Conferência Municipal de Educação. No evento, será discutida a elaboração de um plano que inclua um capítulo dedicado à Educação em Direitos Humanos. “O ensino precisa de educadoras e educadores capacitados e sensíveis a discutir valores de vida, como solidariedade e respeito às diferenças. Assim se constrói uma cidade e uma sociedade mais humana”, afirmou o vereador Marcelo Sgarbossa (PT).

 

Plano deverá incluir capítulo dedicado à Educação em Direitos Humanos (foto: Desirée Ferreira/CMPA)

show
 
close