Da tribuna, Marcelo reclama da violência contra ciclistas

Da tribuna, Marcelo reclama da violência contra ciclistas

abr 15, 2013

No Dia Internacional do Ciclista, comemorado nesta segunda-feira (15/4), o vereador Marcelo Sgarbossa (PT) subiu à tribuna da Câmara Municipal para protestar contra o aumento da violência contra ciclistas em Porto Alegre. O parlamentar citou os casos de Cadu Carvalho e de Natália Lescano, vítimas de acidentes causados pelo desrespeito ao artigo 201 do Código de Trânsito Brasileiro, que obriga o motorista a passar com o carro a 1,5m de uma bicicleta.

No espaço do Grande Expediente, o vereador também destacou a necessidade de colocar em prática o Plano Diretor Cicloviário Integrado (PDCI). Marcelo lamentou que o Executivo não queira cumprir uma medida que pode garantir mais seguranças aos ciclistas da Capital. “A prefeitura está contestando na Justiça o artigo que determina que 20% dos recursos das multas seja destinado à construção de ciclovias e para campanhas e ações educativas. O artigo foi incluído no PDCI graças a uma emenda do então vereador Beto Moesch (PP), que, segundo ele, foi fruto de um acordo com o Executivo, que agora não está sendo cumprindo”, denunciou o vereador do PT.

 

Sgarbossa cobrou investimento em ciclovias e campanhas educativas (foto: Ederson Nunes/CMPA)

 

Sgarbossa também destacou que o projeto de redução do limite de velocidade como uma medida importante para trazer mais segurança ao trânsito da Capital. “No Rio de Janeiro, por exemplo, já se discute a implantação de zonas com máxima de 30km/h. Uma cidade que anda mais devagar consegue andar com mais fluidez”, explicou. “O problema não é o automóvel. Mas a forma irracional de utilizar o carro, o que muitas vezes ocorre por falta de alternativas.”

Para que estas alternativas saiam do papel, Marcelo defendeu a criação de um Plano de Mobilidade Urbana para Porto Alegre. “Temos até 2015 para finalizar a proposta, correndo o risco de perdemos verbas federais se não conseguirmos concluir a discussão neste prazo”. Com o objetivo de promover o debate, Sgarbossa está propondo a instalação da Frente Parlamentar da Mobilidade Urbana na Câmara Municipal.

show
 
close